terça-feira

Goodbye My Lover




Acordou assustada, a cabeça latejava, os olhos ardiam, o corpo doía. Sentou-se na cama tentando se lembrar de como ficou naquele estado. Não conseguiu. Olhou para o relógio; 1:25h. Levantou-se e foi até o banheiro, olhou-se no espelho, ainda usava o vestido de festa preto, estava irreconhecível. Nem de longe parecia aquela mulher vaidosa e equilibrada que sempre aparentou ser. Sentiu ânsia de vômito... Lavou o rosto com bastante água, como se isso fosse fazê-la se   recordar de tudo. Sentiu uma pontada forte na cabeça que a fez perder o equilíbrio. Foi para o quarto e deitou-se novamente. Só então reparou no ambiente ao seu redor. Estava bastante desorganizado, até um pouco sujo, então teve uma breve recordação da noite anterior. Havia se descontrolado na bebida, e estava em uma festa, só isso, não se lembrava de como conseguiu chegar a sua casa. Ah, sim..., pensou. O Matt trouxe-me para casa, só pode ter sido ele. Resolveu ligar para seu namorado, Matt. Pegou o telefone no criado-mudo e só então percebeu um envelope que estava entre o telefone e o porta-retratos. A foto, estranhou que fosse uma foto sua, da última vez que viu aquele porta-retratos havia uma foto dela e do Matt. Pensou ser um fato sem importância, afinal ela mesma poderia ter trocado a foto. Estava curiosa sobre o conteúdo da carta. Sua cabeça ainda latejava, mas mesmo assim sentou-se ao redor da cama, e pôs-se a ler a carta, não tinha nome no envelope o que aumentou sua curiosidade.


Eu te desapontei ou te deixei triste? Deveria me sentir culpado pelo que aconteceu? 
Porque eu vi o fim antes de começarmos. Sim, eu vi. Então eu peguei o que é meu por direito eterno, peguei sua alma durante a noite. E talvez isso tenha acabado, mas não vai parar aí. Eu estou aqui por você, se você apenas se importar... Você tocou meu coração, tocou minha alma. Mudou minha vida e meus objetivos.  O amor é cego e eu soube disso quando meu coração foi cegado por você. Te conheço tão bem, conheço o seu cheiro. Por um tempo eu estive viciado em você. Sou um sonhador, mas quando eu acordo, você não pode destruir meu espírito - são meus sonhos que você pega. E quando você seguir em frente, lembre-se de mim. Lembre-se de nós e tudo que costumávamos ser. Eu já te vi chorar e sorrir, já te observei dormindo por um instante. Eu seria o pai do seu filho. Eu passaria uma vida inteira com você. Conheço seus medos e você conhece os meus. Nós tivemos nossas dúvidas, mas agora nós estamos bem. Eu te amo, juro que é verdade. Ainda seguro sua mão na minha quando estou dormindo. E irei aguentar minha alma no tempo, quando eu estiver ajoelhando aos seus pés. Adeus meu amor, adeus minha amiga. Mas saiba que você sempre será a única para mim.
Matthew


Então ela se lembrou da noite anterior, da terrível briga que teve com ele. Lembrou-se de ter gritado várias vezes que não o amava e que estava com ele por pena. Pena pelo que ele sentia por ela, e que ele não passava de um tolo apaixonado. Lembrou-se que ele nada fez, apenas a olhou e de repente a abraçou e a levou para casa. Depois em seu quarto a colocou na cama e retirou suas sandálias. Ela a essa altura muito tonta e com a visão embaçada, o viu em pé a observá-la. Então ele saiu do quarto e pouco depois retornou com um envelope nas mãos que colocou sobre o criado-mudo e retirou a foto do porta-retratos. Virou-se, abaixou-se até ela e deu-lhe um beijo na testa, não tinha certeza mas viu que seus olhos lacrimejavam um pouco, então ele disse adeus e partiu, parou na porta, novamente a olhou com cara de desiludido, saiu e fechou a porta atrás de si.

Lágrimas corriam pelo seu rosto, se sentia péssima pelo que fez.  E pior ainda porque ela o amava sim e muito, mas o que fez, mesmo embriagada, não tinha perdão. Mas quem sabe talvez... Discou os números da casa de Matt. A empregada atendeu e ela logo perguntou:

– Posso falar com o Matt?

– Desculpe, mas ele pegou o voo para Sydney nessa manhã.


Fim?!


Carta: Goodbye My Lover - James Blunt
Ouça!





14 comentários:

  1. Nossa, me emocionei tanto com esse post que cheguei a chorar .
    Muito bonito e profundo também ( rs ), amo essa música.
    Beijinhos flor :*

    ResponderExcluir
  2. A Andança

    Andando de blog em blog adentrei o “Áspera Seda”, onde o bom Michel luta contra o anonimato com sua poesia musicada. Ali vi a sua imagem e então decidi convidar. E por que não lhe convidaria a conhecer “O Sr. e o Dr.”.?
    Espero que você, tendo um tempinho, o aprecie.
    Um grande abraço, minha gratidão antecipado e o sincero desejo de um ótimo feriado pra você.

    Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com que também luta.

    ResponderExcluir
  3. ai , que história triste :O
    mas você leva muito jeito para escritora, hein! ;D

    e essa música é liiiiiiiiiiiinda!!! amo James Blunt ^^

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Adoreeei! A letra da musica caiu perfeitamente!! Muito criativaa!
    *.*

    ResponderExcluir
  5. Oie to aqui pra agradecer a visita =D

    é quanto ao seu comentario, infelizmente
    é verdade..


    volte sempre..

    ResponderExcluir
  6. Nossa.. gostei muito do jeito que vc ecsreve.
    Valeu pela visita no meu blog viu?

    www.musicpoesiaeblablabla.blogspot.com
    www.desconsertandopalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Tá vendo o que o álcool faz? Huhuahuahuaha
    Brincadeira. Belo conto.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Muito triste =/
    Mas tbém muito legal seu texto, achava q eles tinham q ficar juntos, pois se assim havia amor, legal seu blog, gostei mesmo... ;P
    vou ver se crio um pra mim

    ResponderExcluir
  9. achei mto triste
    comovente e algumas coisas eu jah vivenciei
    mto emocionante
    *-*


    abraço
    e meu são bernardo está na primeira divisão do campeonato paulista em 2011
    aheee rumo a tóquioooo.
    barcelona que se cuideeee...
    não...são bernardo num tem nada a ver.
    é com a inter de milão mesmo

    fuii e se não gosta de futebol...não tem problemaa....eu tbm não.. *-*

    ResponderExcluir
  10. Realmente muito lindo mesmo. Tenho uma admiração especial pra quem escreve se preocupando com conteúdo e com o português correto.
    Esse seu texto me lembrou outros 2 meus:
    http://chiquiarce.blogspot.com/2010/03/cai-o-pano.html
    http://chiquiarce.blogspot.com/2010/03/primeira-noite.html

    Adorei essas sugestões de textos no fim do post, e as estrelinhas no mouse, como faz isso?

    Beijo, continue o bom trabalho e volte sempre que quiser :)

    ResponderExcluir
  11. Reflexão interessante nesta página, post assim emotivam a quem quer que aparecer neste sítio :/
    Faz mais do teu espaço, aos teus utilizadores.

    ResponderExcluir
  12. Mais um encanto de texto que você cria menina. Que dom é esse? rsrs brinco.
    Adoro muito o que você faz.
    É triste a história, mas é muito linda.

    ResponderExcluir

Comente! Don't be afraid, apenas let it be.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...