sexta-feira

Desabafo


Eu entendo que na maioria das vezes eu exagere. Que muitas vezes eu cometa erros que devem ser corrigidos pelas pessoas que me prezam. Só não compreendo o porquê de eu ter que mudar todo o meu comportamento o qual compõe minha personalidade, apenas porque as pessoas, que supostamente deveriam gostar de mim, acham que eu devo. Isso é amor? Isso é gostar?

Para mim é só um julgamento de valores.

Agora só porque a sociedade convencionou que os “homens de verdade” possuem certas características, todo homem que não as possui, não é um homem de verdade? Considero esse um pensamento extremista e que assim como todos os outros deve ser abolido do pensamento humano.

Num primeiro momento, as criticas são bem vindas e até ajudam na construção do caráter e de uma série de características que me agradam. No entanto, há limites para tudo. Principalmente brincadeiras maldosas que mascaram as verdadeiras intenções de quem as faz: julgamento, rotulação, e muitas vezes, o medo de que lhe façam o mesmo. É aquele velho ditado: “A Melhor defesa, é um bom ataque”. Acontece que esse pensamento machuca, causa sofrimento, gera lágrimas.

A única saída que eu vejo, é o afastamento. Por mais que eu goste dessas pessoas – é por isso que suas palavras me atingem tanto - devo mantê-las o mais distante possível. Isso também me causa dor, mas nem se compara com a sensação de ser apunhalado pelos meus melhores amigos.

Joukin Joukin

domingo

Hoje eu queria..


Hoje eu queria encontrar um espaço,
onde pudesse deixar
isolada a minha dor.

Hoje eu queria sentar-me no chão,
e apoiar a cabeça no colo de alguém.

Hoje eu queria que
algum coração,
sentisse falta do meu.

Hoje eu queria poder encharcar
algum ombro,
com as minhas lágrimas.

Hoje eu queria esquecer,
que meu coração está
vazio, e minha alma está morrendo.

Hoje eu queria acreditar, que no
livro da minha vida, não estou
escrevendo a última página...



Sandra Ribeiro
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...