quarta-feira

"Idiota delirante"



Ninguém nunca entendia o que ela dizia, seus caprichos foram isolados pela ignorância que o destino à transformava. 
Vivia ali-acolá, por trás daqueles olhos importunos escondia suas lágrimas dentro de falsos sorrisos. 
Certamente sonhava, tinha sonhos como as outras pessoas, mas também tinha medo, medo que tudo acabasse.
Era infeliz ontem, hoje e buscava a felicidade de amanhã. Lá fora esboçava risos e contava as flores, mas não entendia porque dentro de si pulsava a dor de uma revolta devastadora.
Queria ser notada, não mais que os outros, nem humilhada ao ponto de ser ignorada pelo mundo. Porém sua presença não era notada, tampouco sua falta sentida
Sua vida, embora tão simples era repleta de atitudes tenebrosas, talvez assim 
conseguiria chamar atenção.
Costumava se classificar como uma "Idiota Delirante", fazia esboço das coisas no papel e do desprezo dos outros recolhia-se na solidão das palavras e nas entrelinhas um sentido para viver.

Texto da (talentosa) Evelyn Dias do blog One lonely girl looking somebody to love


     

Já me perguntaram o porque do termo"uma idiota delirante". Bom, esse nome veio do pequeno texto Ilusão, já publicado nesse blog. Nessa época, ele fazia todo o sentido para mim e para o que eu estava sentindo, mas o tempo passa, e hoje é apenas mais um texto. Um texto que eu vou lembrar sempre ao acessar meu blog. Não  tenho nenhuma pretensão em mudar o nome do blog, e acho que não farei isso por um bom tempo, pois a adaptação ao novo nome é muito demorada. Além do mais, como está claramente descrito no texto da Evelyn, "idiota delirante" é um termo perfeitamente cabível a mim. 

Tereza





Tereza era uma menina linda que vivia na Igreja
Cantava belos hinos de louvores, expulsava a tristeza
Seus olhos tinham brilhos reluzentes, refletindo o amor.
Mas o inimigo um dia armou um laço e sobre ela jogou...


Tereza então deixou de olhar para Deus e começou a olhar o mundo
E a carne tomou conta do espírito em fração de segundos
E levantando a voz para sua mãe disse: "Mãe eu vou partir
Preciso de dinheiro, eu vou embora, pra minha vida curtir!"


E as lágrimas de mãe não conseguiram convencer seu coração
Tereza então partiu deixando sua igreja, sua fé e seus irmãos
Jamais imaginava que na frente seu destino era fatal
Pois o inimigo abriu os braços para ela só para lhe fazer o mal!


Tereza pelas altas madrugadas conheceu um sedutor
Que cheio de palavras lhe fazia, falsas juras de amor
Então de corpo e alma ao pecado ela logo se entregou
E já não era mais uma menina, sua vida se acabou.


Depois de muitos dias de embalo era hora de voltar
Tereza despediu-se do seu amor prometendo retornar
Mas ele escreveu-lhe uma carta para ela ler mais tarde...
E no final da carta estava escrito: "Bem-vinda ao mundo da AIDS!"


A dor e o desespero tomou conta do coração de Tereza
Sua beleza foi embora como um rio que deságua para o mar
A luta pela vida foi tamanha, mas morreu não teve jeito
Ficou no peito uma saudade de Tereza que jamais irá voltar!


E hoje o que resta são os olhos de uma mãe que ainda chora
Chama Tereza, com a voz já bem cansada pela casa noite a fora
Mas a Tereza pelo preço do pecado desse mundo foi embora...
E ficou claro: Quem abandona a Cristo só encontra o mal lá fora!




Essa é a música "Saudade de Tereza", da dupla gospel Daniel e Samuel. Antes quero esclarecer que não sou evangélica. Mas para ouvirmos algo e interpretarmos, basta termos ouvidos e um cérebro capaz de pensar. Então não é apenas porque uma música está classificada em certo estilo musical que taparemos os ouvidos para ela. Claro que digo isso a respeito de músicas com conteúdo, e não músicas em que existe apenas uma frase audível, onde incita a pessoa a praticar atos obscenos, ilícitos, ou a ser um completo estúpido. Voltando a música, quando escrita, ela é um completo poema, e se ouvirmos com atenção ela nos passa uma mensagem forte. Mesmo se você for ateu, ou qualquer outra coisa, conseguirá 'enxergar' essa mensagem. Mas essa mensagem pode variar de pessoa para pessoa. Já a algum tempo estou com essa música em minha cabeça, e o desejo de compartilhá-la, e não poderia existir lugar melhor do que esse espaço. Então, leia, ouça e reflita! E se desejar compartilhe suas opiniões sobre a música.

domingo

Joyeux Anniversaire


Hoje é um dia muito especial. E não é apenas por que hoje é o Dia dos Namorados, mas porque hoje é o aniversário de uma grande amiga por quem eu tenho "uma grande estima", Lucélia. Ou Lu Cassiana. Muito de sorte essa guria, pois recebe dois presentes de uma vez. E como ela nunca foi "forever alone", os dois presentes são certeza. Não me prolongarei, pois tudo o que eu queria dizer já foi dito, ou escrito. Queria apenas deixar registrado aqui, nesse singelo e sutil espaço 'público', essa data especial. E no mais, parabéns Lu Cassiana.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...